Na noite em que o raio atingiu a árvore na Tekoá Koenju, é possível que boa parte das pessoas tenha acordado. Além da Kunhã Karaí Pauliciana, outros guarani provavelmente tiveram a ideia de fazer artesanatos com a madeira da árvores atingida pelo raio. Na manhã seguinte, seriam iniciadas as atividades artesanais, assim como as orações na Opy, para interpretar o significado do raio, e seguir na busca pela harmonia que é própria do modo de ser guarani. Os guarani iniciam suas atividades bem cedinho, coletando lenha, confeccionando artesanatos, rezando, cozinhando, realizando atividades agrícolas, caçando. Porém, muitas de suas atividades são prejudicadas pelo encurtamento do seu território, devido ao contato com os juruá (não indígenas). Devido a isso, além dos significados religiosos, a coleta de madeira para a produção artesanal também pode ser realizada para que os guarani possam vender, e assim, manter a aldeia…

Baixar vídeo

Para os(as) guarani artesãos, as atividades artesanais começam logo no início do dia. As tarefas a serem realizadas exigem dos artesãos desde a coleta da matéria prima, até o corte da madeira e o acabamento, sendo os artesãos que, trabalhando conjuntamente, realizam todas estas atividades. De uma forma geral, e não apenas para os povos guarani, o artesanato consiste na transformação, à mão, de determinada(s) materiais encontrados na natureza, ou que já foram mexidas pelos seres humanos (matéria-prima) em determinado(s) objeto(s), ficando os artesão responsáveis por participar de todas as atividades que envolvem a produção do objeto.

CONCEITO DE ARTESANATO

É o resultado do trabalho manual – feito à mão – e que pode ter diversas finalidades: utilitárias, estéticas, decorativas, funcionais, tradicionais, religiosas e sagrada. É uma expressão do saber acumulado através da arte, da criatividade e da habilidade.

O artesanato é tradicionalmente, uma  atividade familiar, em que o artesão possui os meios de produção, trazido da natureza. Junto com a família e em todas as etapas de elaboração, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final, não há divisão do trabalho, ou seja, a pessoa começa e ele mesmo termina seu  objeto.

Assim, os artesãos respondem por todo processo de transformação da matéria-prima em um produto acabado. Antes da fase de transformação da matéria-prima, o artesão também é responsável pela seleção da mesma, assim como pela concepção do produto a ser elaborado. (SILVA, 2015, p. 10-11) (Grifo nosso).

Assim, as famílias guarani se organizam, dividindo as tarefas de acordo com a idade, o gênero, e o nome da pessoa, que revela o nhe’e (espírito) do(a) guarani. Pauliciana decidiu iniciar a confecção de colares com a madeira atingida pelo raio. Os colares são uma das modalidades de artesanato guarani mbya, e geralmente são destinados aos cuidados das mulheres. Mas os artesanatos guarani, atualmente, possuem grande variedade, e  diferentes linhas.

Baixar vídeo

Existem os artesanatos que são destinados para a venda devido às necessidades atuais das aldeias, e que não são feitos com o compromisso de seguir o Nhandereko (modo de ser guarani), como os arco e flechas de brinquedo, colares, cestos, e esculturas sem os significados do Nhandereko.  Dentre os artesanatos feitos para se utilizar nas aldeias, e com os significados presentes na cultura guarani, estão as esculturas dos animais presentes nas regiões de mata atlântica e ecossistemas semelhantes (onde os guarani mbya buscam viver seu modo de vida), ornamentos como colares, pulseiras, anéis, o petyngua (cachimbo sagrado), instrumentos musicais para o coral guarani, e cestarias com desenhos e pinturas próprios do Nhandereko,

Voltar